Comentários

(558)
Rodrigo Xavier, Advogado
Rodrigo Xavier
Comentário · há 2 anos
Belo texto.
Quem entra nos cárceres vê a degradação humana. Tratamos as ilegalidades cometidas com outras ilegalidades. O que era para ser a perda da liberdade somente, torna-se perda da humanidade.
O cheiro e o choro das masmorras ecoam somente para aqueles que tem uma capacidade de empatia, de se colocar no lugar do outro. Para os demais, apenas animais.
Engraçado ver nos tribunais um crucifixo apensado sobre a cabeça dos magistrados. Uma condenação Estatal com base na vontade popular manobrada pela elite religiosa constituiu aquele simbolo. E 2000 anos depois, isso se repete diariamente com base em uma moral deturbada desse mesmo símbolo. Um consciente coletivo psicótico e histérico que quer lidar com a criminalidade com atitudes que já se mostraram ineficazes e desconsiderar bons exemplos de países.
Enquanto isso, jovens negros se amontoam nas cadeias por fazerem transações comerciais de produtos que outros querem comprar. Muitas vezes, os que fazem as leis os consomem. Os esgotos da zona mais rica de Brasília exala cocaína.
"Em um ano, o Distrito Federal consumiu pelo menos 1,5 tonelada de cocaína. São cerca de oito doses diárias para cada grupo de mil habitantes. A Asa Norte, o Varjão e o Lago Norte lideram o ranking do uso com 12,2 porções, quantidade 52,5% maior do que a média da capital federal. Esse é o mais recente mapa de consumo do entorpecente elaborado pelo Grupo de Automação, Quimiometria e Química Ambiental (AQQUA) da Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, com a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)."

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2014/03/06/interna_cidadesdf,415995/pesquisa-areas-nobres-do-distrito-federal-lideramoconsumo-de-cocaina.shtml
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Brasília (DF)

Carregando

Rodrigo Xavier

Entrar em contato